Benefícios do método BLW na introdução alimentar

Benefícios do método BLW na introdução alimentar


Vocês já ouviram falar do método BLW ? É uma forma um pouco diferente de fazer a introdução alimentar. BLW significa Baby-Led Weaning, que traduzindo para o português fica algo desse tipo: “Desmame guiado pelo bebê”. É uma forma de apresentar os alimentos em pedaços no tamanho que o bebê consiga segurar na mãozinha para explorar de todas as formas: cheirar, sentir a textura, chupar o quanto desejar. Dessa forma, naturalmente o bebê tende a aprender a comer os alimentos com que mais se identifica e ir se familiarizando com os sabores.

Papinha x método BLW

Na papinha tradicional, geralmente os alimentos são cozidos e amassados, ou batidos no liquidificador e oferecidos ao bebê, não é mesmo? Então, o método BLW é um pouco diferente do tradicional. Quando a gente deixa a papinha naquela consistência no estilo sopinha, bem amassadinha, o bebê vai comer, mas não vai ser a mesma coisa que sentir os alimentos, tocar, conhecer, ver se é macio ou duro, a cor etc. Ele apenas sentirá o gosto quando oferecermos na colher, e quando fazemos isso, quem meio que controla a quantidade é quem está oferecendo essa papinha. O bebê não tem vontade própria. É claro que ficamos com medo de o bebê não estar se alimentando direito e sempre achamos que não comeu o suficiente e acabamos oferecendo mais do que ele quer e isso é normal.

método BLW

Já no método BLW você cozinha todos os alimentos e ao invés de amassar ou bater no liquidificador, corta os alimentos de forma que o bebê possa segurar e consequentemente comer, ou seja, o bebê é que vai controlar e explorar da maneira que bem entender. Vai tocar, sentir a textura, o cheiro, ele mesmo vai descobrir aos poucos cada alimento. O bacana que achei do BLW é que você consegue incentivar a independência do bebê, ele vai crescer com hábitos de gostar ou não do que está comendo, igual a nós, que sabemos exatamente o que gostamos ou não. É claro que inicialmente o bebê não vai saber que as frutas, os legumes são alimentos, vai achar que são brinquedos, mas é importante insistir caso ele recuse de primeira. E nesse momento é você quem terá que ensinar que isso ou aquilo é um alimento, e claro, com muita paciência, apresentar os alimentos oferecidos, ir dizendo os nomes etc.

É uma forma diferente de apresentar os alimentos para ele se você achar interessante esse método, mas sei que nem sempre isso é possível. As mamães trabalham e nem sempre a cuidadora terá essa consciência e paciência para o método BLW.

As adaptações com o BLW

No começo, caso você opte pelo BLW, como é o bebê que come o que quer, na quantidade que quer, você pode ter aquela sensação de que ele não está se alimentando bem. Por isso, em minha opinião, acho válido de repente fazer um mix de papinha e BLW. Por exemplo, no almoço, oferecer a papinha amassada no garfo e a fruta no formato do método BLW, ou o inverso, você vai mesclando e dessa forma vai conseguir identificar se seu bebê gostou mais de alimentos salgados ou doces. Acho que assim é uma forma bacana. Minha mãe me disse que fez dessa forma na minha introdução alimentar e que deu supercerto, disse que sempre comi de tudo.



papinha

Mas atenção para que não haja engasgamento. Quando vir que o bebê colocou um pedaço que julgue grande, tire imediatamente e fique monitorando 100% do tempo enquanto ele estiver comendo. Tente cortar os alimentos em palitinhos para facilitar ainda mais o processo.

Então é isso, mamães, achei esse método superinteressante e vim dar essa dica para quem ainda não conhecia. É sempre bom ficarmos por dentro de tudo que podemos oferecer de melhor para as crianças. Mas ressalto que não existe  introdução alimentar certa ou errada, até por que cada mãe escolhe a melhor forma de introduzir os alimentos para os seus filhos.

Antes de tudo, peça uma orientação ao seu pediatra, nutricionista, para que esse profissional possa tirar todas as suas dúvidas em relação ao método tradicional e o BLW, OK?

 Se você curtiu esse post, compartilhe com outras mamães que precisam dessa dica e se tiverem mais dicas para deixar aqui, fiquem à vontade. Um superbeijo e até o próximo post.

Posts que você vai adorar

 6 dicas para evitar a obesidade infantil
 Receita de panqueca sem farinha – com ovo e banana
 O que as mamães devem comer na amamentação
 Dicas das primeiras papinhas de bebê
 Pratos divertidos para criança
 Como entender a tabela nutricional dos rótulos dos alimentos
 Como congelar papinhas de bebê
 10 alimentos que não são saudáveis
 6 passos para fazer um piquenique divertido

cometario_dicas-da-japa

Se você ainda não me segue nessas redes sociais, sempre posto várias dicas bacanas por lá!

  Dicas da japa facebook

Dicas da Japa Instagram

Dicas da Japa-Google plus

Dicas da Japa - Twitter

Olá, Mamãe! Fique por dentro das novidades. =)
Coloque o seu e-mail aqui para receber em primeira mão as atualizações do meu blog.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>