20 sugestões de mamães para vovós de primeira viagem

20 sugestões de mamães para vovós de primeira viagem


Toda a família vibra com a chegada de um tão esperado bebê no lar. Todos muitos ansiosos para ver a carinha do novo integrante da família! É pura emoção! Uma felicidade inexplicável para as mamães e as vovós de primeira viagem. Para as mamães, aquela emoção de finalmente cair a ficha de que virou mamãe ao ver pela 1ª vez o rostinho desse lindo bebê, e dizem que para vovós aquela sensação gostosa de ser mamãe pela 2ª vez, mas com um pouquinho mais de sabedoria e experiência e menos obrigações e cobranças.

Recentemente, eu recebi um e-mail com um pedido de sugestão de uma leitora aqui do blog para falar sobre “dicas para vovós”. Já viu aquela frase: ”O que não dizer para mulheres grávidas e mães de primeira viagem?” Então, seria legal um post nesse sentido, só que para as vovós: ”O que a vovó deve ou não dizer/fazer com seus netos de primeira viagem?”

vovo-de-primeira-viagem

Achei legal a sugestão, embora sabendo que esse assunto é bem polêmico. Mas aí resolvi perguntar para as minhas leitoras e elas disseram que gostariam de reunir sugestões e criar um post com a experiência delas nesse tema, e recebi muitas sugestões que vou colar aqui para vocês. Acredito que muitas delas, poderão ajudar algumas mamães e vovós que lerão esse post. Todas escreveram com muito carinho e foram verdadeiras, algumas até desabafaram. Como recebi várias mensagens, tive que selecionar algumas para colocar aqui, senão o post ficaria muito grande e cansativo.

Antes de tudo quero deixar bem claro que a intenção desse post é de poder compartilhar sugestões e não ficar criticando, discutindo se a opinião de quem escreveu está certo ou não. Cada pessoa é de uma forma, pensa e sente de forma diferente.

Eu, Bellinha, penso que a presença dos avós é fundamental e tem um peso muito importante no desenvolvimento emocional e na formação da personalidade e do caráter dos pequenos. Mas a responsabilidade de educar é única e exclusiva dos pais. Os avós podem auxiliar quando solicitados. Acredito que os avós deverão seguir a mesma linha de educação que os pais decidiram. No mais é brincar, passear, contar historinhas divertidas, dar muito amor e curtir muito os pimpolhinhos.



Selecionei 20 sugestões e dicas de situações que mamães e até vovós passam ou passaram e quiseram compartilhar com as leitoras do blog. Peço desculpas se a sua sugestão não está aqui, recebi tantas mensagens que tive que selecionar apenas algumas para que o post não ficasse longo, mas agradeço de coração todas as mensagens carinhosas que cada uma de vocês me mandaram.

sugestoes-para-vovos

Sugestão #1 - vovós de primeira viagem

Sou uma mamae de primeira viagem, de uma bebê de 11 meses, enlouquecida por conta da festinha de um ano se aproximando. Sou filha única e nesse tempo o que pude perceber é que se a minha mae nao  tivesse me dado a liberdade de conhecer esse caminho eu com certeza nao seria nem metade do que sou hoje. Minha mae tem suas limitaçoes e eu amadureci rapido por conta disso. Ela sempre foi independente e qdo nasci ela logo voltou ao trabalho e fui cuidada por minhas tias ou babá. Quando minha filha chegou mts coisas ela nao se lembrava ou até nao sabia já que o mundo de hj ta bem diferente.. Entao gostaria de deixar esta mensagem se ela realmente servir para mais alguém. Que as vovós permitam que suas filhas se tornem maes, que a maternidade aflore da maneira mais natural e pura para que elas se tornem ótimas mães assim como suas avós!!!

Um grande bjo!

Sugestão #2

Resumidamente, acho que quando nós mães damos alguma bronca ou deixamos os nossos filhos de castigo, mesmo que estejamos erradas (afinal é nosso filho, errando ou não, nós que temos que educá-los), nunca os avós podem passar por cima de uma bronca nossa ou tirar um filho nosso de um castigo, que nós colocamos… no máximo chegar de canto e nos questionar a respeito, mas NUNCA nos desautorizar. Já passei por situações assim e acaba criando uma situação muito chata…

Sugestão #3

Sabemos que vovós tem um amor dobrado por seus netos e se for de primeira viagem a babação é constante, mas exatamente por esse motivo é bom sempre deixar claro que quem educa são os pais. Existe muita vovó dando pitaco na educação do neto tirando a autoridade e a confiança dos pais, principalmente quando precisam ser rígidos.

Vovos deveriam apenas curtir os pimpolhos, brincar, fazer bolos, contar historias e passear, deixa a tarefa árdua somente aos pais.

Beijinhos.

Sugestão #4

Oi Bellinha, amei a idéia do post. A minha dica é que as vovós não tirem a autoridade das mamães, pois isso faz com que as crianças pensem que podem fazer o que elas quiserem e na hora que elas quiserem. No meu caso a avó paterna dele me desautoriza demais, como sou separada, quando vou a casa dela e digo que ele não pode fazer algo ela logo diz que la pode tudo. Isso me irrita bastante. Obrigada pelo espaço, muito sucesso.

Att, Leidiany Lima, mãe do Wailly de 5 anos.

Sugestão #5

Gostei muito da ideia do post. Meu nome é Denise e tenho 54 anos. Tenho uma neta de 3. Já ouviram dizer que vó é mãe duas vezes? Eu me sinto assim e naturalmente a minha neta é a mais inteligente e mais linda do mundo. Mas, agora, falando sério. Uma das coisas que descobri que não se deve fazer: Desautorizar os pais. Existem coisas que temos vontade de fazer, mas os pais não aceitam. Dizem que os pais educam e os avós deseducam. Isso é (quase) verdade pois queremos fazer todas as vontades dos netos, principalmente quando eles nos olham com aquele olhar de “Só essa vez”! Eu amo ser avó, principalmente quando a minha neta arruma(desarruma) meus cabelos(que são crespos), enche de prendedores e diz: Vovó, agora você está linda e maravilhosa! É extremamente gratificante. O amor pela minha filha aumenta(se isso é possível) e o amor pela minha neta é maior. Tenho certeza que os avós entendem que o que sinto.

Um beijo

Sugestão #6

As vovós são ótimas em todos os sentidos, mas, tivemos um probleminha com a minha mãe no quesito autoridade…

Temos que tomar cuidado para não magoá-las quando explicamos que não gostamos de uma coisa, ou, que elas não podem nos desautorizar e pronto.

Pode ser divertido dizer para a criança que ela pode sim fazer uma coisa que normalmente o pai e a mãe não deixariam para que ela fique feliz, mas isso acaba nos prejudicando futuramente, eu já ouvi da minha filha quando a proibi de fazer uma coisa: “mas a minha vó deixa” e acabei como a ruim da história.

bjs

Sugestão #7

Não é legal uma avó falar”vou te dar, mas não conta a sua mãe”. acho que esta de certa forma, estimulando nosso filho mentir para você.

Sugestão #8

Pra mim o que atrapalha é a liberdade que os avós acham que tem de dar comida ou petiscos sem perguntar aos pais se podem. Muitas vezes aconteceu de darem pão pro neto perto do horário da janta, o que não gostei pois atrapalha no apetite.

Sugestão #9

Acho que as vovos nao devem contradizer os mandos dos pais.

E mto chato qdo os,pais decidem uma forma de criar, e vem os avos deixando a criança fazer aquilo q nao e permitido,pelos pais. Assim, eles crescem sabendo q podem burlar os mandos, q podem fazer o que querem,escondido, q podem,mentir…

As vezes e so a vontade de agradar os netos, mas devem saber q quem decide sao os pais!

Sugestão #10

Que ideia bacana! Eu sou avó do Pedro (3anos) e da Ruth (2anos).

Será um prazer compartilhar!

1.Primeira dica é o respeito à cultura do seu país. Digo isso porque a avó paterna não deve competir com a avó mãe da nora! Nossa cultura brasileira dá poderes diferentes para as mães de moças e rapazes!

A esposa sempre tradicionalmente trará o esposo para fazer parte da família de seus pais! A nora nem sempre é tratada com  a mesma aceitação.  Portanto a avó paterna não sofrerá se souber administrar seu emocional e se comportar como a segunda vovó.

2. Avó paterna deve deixar os comentários sobre a roupa e ou arrumação do bebê para a primeira vó ( avó materna).

3. Avó materna ou paterna não deve desautorizar ou desrespeitar as regras da casa

4. Avó não deve confundir o seu papel, portanto o melhor jeito será se perguntar: eu gostaria que a minha sogra agisse assim?

5. Amor de vó não tem escala, nem medida…. Não queira comparar ou justificar nenhuma deselegante postura em nome do amor de vó

Sugestão #11

Vovó não é mãe mais se ela cria um netinho(a) a vovó passa a ser mais que uma mãe…vovó da apenas carinho e a mãe os ensinamentos da vida …quando a vovó cria seu neto (a)  ela tem que dar carinho e também fazer o papel de mãe….

Sugestão #12

Oi Bellinha, tudo bem?

Achei muito interessante a ideia do post para vovó.

Apesar das muitas sugestões e palpites que recebo das vovós do Luiz, o que acredito ser comum a toda mãe, isso não me incomoda. Minha mãe e sogra são tranquilas e nunca tentaram me impor nada.

O problema aqui é o vovô. Meu sogro vive dando comidas e bebidas ao Luiz que eu julgo não serem boas pra ele. Por exemplo, quando Luiz tinha apenas 10 meses eu vi meu sogro dando refrigerante pra ele, fiquei indignada, pois nunca havia dado nem mesmo doce ao meu filho. Sei que mães as vezes são bastante chatas nesse sentido, mas acredito que os vovôs e vovós deveriam respeitar a decisão dos pais com relação a alimentação dos filhos.

Espero ter podido ajudar com seu post.

Um beijo,

Sugestão #13

Eu sou vó paterna e parei de sofrer tentando ser a mãe da nora!!! Entendi que o lugar de sogra por mais que eu me esforce não tem como ser promovida! E não ser a avó principal não me tira nada!!! Sou a vovó, mãe do papai dos meus netos! Quando avó materna ocupa o papel principal eu me recolho e quando é a minha vez  de ficar com os meus netinhos faço o meu papel de avó sem se importar com a colocação! O que realmente importa é que para os meus netos  as duas são apenas avós e eles ainda pequenos já sabem que vó não é o mesmo que mãe.

Sugestão #14

Ainda não sua avó, penso que quando o for serei uma avó coruja.

Apesar de não ser sou tia avó, penso que passo por esta experiência.

Adoro meus sobrinhos divirto-me com eles, já fomos à Fazenda Vale Verde e foi uma farra.

Tenho muito cuidado em não interferir na educação deles, quando a mãe ou o pai estão corrigindo fico de longe.

Penso que avós são para interagir, brincar e ser exemplo, porém sem muito rigidez.

Espero ter te ajudado, depois envio foto deste momento com meus sobrinhos netos.

Beijos

Sugestão #15

Moro com meus pais,sou filha única e eles há cerca de um ano se tornaram avós de primeira viagem.

Como eu e meu marido trabalhamos o dia inteiro fora,meu Gabriel passa o dia com os avós.

Obviamente que os laços entre os três (vovó,vovô e bebê),ficaram cada vez mais fortes.

Meu Gabriel começou a soltar suas primeiras palavrinhas e a primeira que ele disse, durante uns cinco minutos, sem pausa foi “vovó’,depois vieram as outras mais comuns ‘papa’,'mama’ e ‘abô’ (minha mãe chama meu pai de amor e ele tenta pronunciar igual rsrs…)

Mas acho que com o passar do tempo ele começou a perceber minha mãe,como mãe dele também e começou a chamá-la de ‘mama’.

Minha mãe ficava e ainda fica constrangida quando ele fala,mas disse a ela que isso não era um problema,pelo contrário,era sinal de que ele estava sendo muito bem cuidado e que estava reconhecendo isso.

Então minha dica para as vovós é: Caso seu neto ache que a senhora/ o senhor,são seus pais,conversem com seus filhos/filhas, noras/genros sobre o que está acontecendo e se não for um problema pra nenhum dos lados permitam que o pequeno/pequena vá descobrindo aos poucos,por si só qual a verdadeira relação de parentesco que há entre eles…

Tudo há seu tempo!

Sugestão #16

Bom dia? Tudo bom?

Adoraria poder te ajudar neste novo post, e eu tenho uma dica para as vovós que elas não devem fazer com os netinhos “falar na frente deles (netinhos) que se a mãe/pai não estivesse ali ele poderia fazer qual quer coisa, pq com ela pode”, caso você utilize minha dica, pode sim citar meu nome.

Beijos. Daiana Medina

Sugestão #17

Bom dia Bellinha, acho que os vovós de primeira viagem não deveriam tirar a autoridade (e autonomia) dos pais, principalmente na frente dos seus filhos.

Glaucya Camargo

Sugestão #18

Minha dica é que as vovós não mimem tanto seus netos, amor, carinho e atenção são importantes para que os bebês se sintam amados mais devemos lembrar que tudo tem um limite, mimos demais podem fazer com que a autoridade dos pais fuja do controle e o bebê acabe se tornando uma criança rebelde e pouco compreensiva no futuro. Por outro lado conversas saudáveis podem fazer o bebê se sentir confortável e seguro desde pequeno para contar algum segredinho ás vovós.

Jhasminni

Sugestão #19

Oi Belinha tudo bem?

Logo nos primeiros meses de nascimento da Julia, o que mais me incomodava,  era meus pais não respeitarem a minha opção em amamentar minha filha exclusivamente no leite materno. Eles queriam dar água, mingau e comida argumentando que me deram tudo isso e eu não morri. Tive que ser muito firme para não ceder.

E ainda tinha outra,  queriam colocar minha filha para dormir de bruços dizendo que essa história de morte súbita era balela, pois nunca tinham ouvido falar de criança que morreu por estar dormindo de bruços. Eu ficava em pânico!!!

Hoje minha filha está com 2 anos e 4 meses e meus pais já concordam com essa nova forma de educar os filhos. A questão das palmadas é um exemplo, eu cheguei a tomar algumas. Mas hoje eles concordam plenamente que não se deve bater e não querem nem imaginar que eu ou meu marido tocamos um dedo na Julia!!!!

Espero que tenha te ajudado.

Bjs, Cláudia

Sugestão #20

Oi japa sou a Juliana de SP!! Bom o que não fazer  com netos, essa é uma ótima dica. Não de comidas sem a mamãe saber ,não de banho  sem pergunta a mamãe se pode,não deixe  a criança dormi sem perguntas.. Kk

Bom tudo isso eu passei com minha mãe ela amava deixar meu filhote dorme fora de hora e depois? Eu não entendia o porque meu Miguel estava no 220 as 2 da manhã, tentava dar mamadeira e não queria, tentava dar banho pra acalmar e não dava certo kkk… Bom essas coisas era o que me irritava..

Espero ter ajudado!

Bjs da Juh.

Gostaram das sugestões?

Eu gostei de todas, cada uma com sua personalidade, e levantaram vários pontos positivos. Se você também quiser deixar a sua sugestão, é só escrever um comentário no final desse post que vou adorar ler e compartilhar com as outras leitoras aqui do blog.

Gratidão a todas as mamães e vovós que reservaram um pouquinho do seu tempo para me escrever. Muitíssimo obrigada!

Em algumas das sugestões citadas acima, como não sabia se poderia ou não citar os nomes, se você perceber que a sua está entre as 20 sugestões e quiser que eu destaque o seu nome, é só me dizer por e-mail ou aqui nos comentários, dizendo o número da sua sugestão que eu acrescento lá, está bem?

Vou ficando por aqui, até o próximo post.

Um superbeijo!

 cometario_dicas-da-japa

Esses são os canais do blog nas redes sociais, espero vocês lá:

Dicas da japa facebook

Dicas da Japa Instagram

Dicas da Japa-Google plus

Dicas da Japa - Twitter

Olá, Mamãe! Fique por dentro das novidades. =)
Coloque o seu e-mail aqui para receber em primeira mão as atualizações do meu blog.




  1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>